Avatar

A Venezuela é na UESC

A coisa mais rara de se encontrar no Brasil é alguém de esquerda que defenda princípios em vez de partidos, valores em vez de tribos. Quando algo errado ocorre contra o seu “time”, a maioria sai em campo para protestar, chiar, espernear, agredir e ameaçar… Mas quando é a própria esquerda a cometer o deslize, o malfeito ou o crime, aí impera a lei do silêncio.
A Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC - tornou-se ontem o palco de mais um desses acontecimentos. Na noite de ontem, três estudantes, um rapaz e duas moças, tomavam café no restaurante universitário, quando foram surpreendidos por gritos, xingamentos e ameaças proferidas por um grande grupo de pessoas também presente no RU. O motivo: uma das moças usava uma camisa de Bolsonaro. Sob gritos de “Ele não” ,“Lula Livre”, ”Misóginos”, “Racistas”, “Homofóbicos”, “Facistas” (o que é crime contra a honra, com jurisprudência noBrasil) e de outras máximas apregoadas pelos “progressistas” de extrema-esquerda, os três estudantes de direita foram coagidos a deixarem o restaurante. 


A canalhice vem sempre da esquerda mesmo. Muitos já aproveitaram o caso para detonar Bolsonaro, acusá-lo de fascista, explorando politicamente o episódio, fazendo posts ameaçadores em redes sociais, conclamando outros da mesma iguala a agredir, humilhar e ameçar estudantes de direita, dentro do campus universitário. A pergunta que fica é: Onde estão as autoridades? Por que não aparecem na hora que socialistas abusam do poder para doutrinar alunos, intimidar adversários ou fazer campanha partidária nas escolas e universidades?
Para cada episódio como esse da UESC, há mais de mil que não chegam ao conhecimento público. Foi assim, empurrando os crimes praticados pela esquerda dentro do campus universitário pichação, depredação de patrimônio público...), que outro episódio também ocorrido na UESC, não veio a público. Há aproximadamente um ano, um aluno do curso de Geografia foi agredido a tapas e teve sua roupa totalmente rasgada por uma militante esquerdista, dentro da sala de aula, na presença de uma professora. Aberto processo, depois de quase um ano, veio o veredito: a estudante foi condenada a 15 dias de suspensão. Isso mesmo! Quinze dias de suspensão, os quais não a impediram de assistir aula na universidade e transitar livremente por suas dependências. O estudante agredido não consegue mais assistir às aulas, sente-se desamparado pela instituição o devia proteger. Essa leviandade na condenação de atos abomináveis nunca foi motivo de incômodo por parte da esquerda cínica e hipócrita. Os casos que evidenciamos aqui só demonstram quem são os verdadeiros intolerantes: os vermelhos. Para eles, essa intolerância é “do bem”, pois aplica-se apenas à quem é de direita, então não tem problema. É assim que pensam os canalhas.
Tudo muito bizarro! Tamanho grau de violência, abuso e intolerância é aceito quando vem da esquerda contra a direita. Aí, a grande imprensa se cala. As autoridades se calam. Os professores se calam. Os alunos, são cidadãos brasileiros com direitos assegurados pela constituição federal, são livres para usar a camisa do político que preferirem. Vivemos numa democracia.
Diante de tanto viés comunista em nossas instituições de ensino, de tanto abuso por parte dos esquerdistas, e de tantas agressões que a turma mais conservadora sofre, é fundamental que estudantes, pais, familiares, membros da sociedade e autoridades competentes, se unam em prol da garantia constitucional da livre expressão democrática. Não podemos mais fingir que não somos oprimidos, ameaçados e coagidos.
Não podemos mais fingir que não vivemos numa Venezuela.
Essa ditadura de esquerda já foi implantada no Brasil a muitas décadas, só não vê quem não quer.
Nos solidarizamos com todos os estudantes agredidos, atacados, humilhados e coagidos, por apenas terem tido a coragem de expressar seus pensamentos. A vocês, nosso respeito, estima e consideração.


Link sobre CHAMAR ALGUÉM DE FASCISTA É CRIME NO BRASIL

https://www.ideiasbarbaras.com/2018/09/chamar-alguem-de-fascista-e-crime.html

Related Posts with Thumbnails
 
©2007 '' Por Elke di Barros