terça-feira, 21 de maio de 2024

Anúncio de compra faz preço do arroz disparar 30% e governo suspende leilão


O governo federal decidiu suspender a compra de 100 mil toneladas de arroz importado e zerar a Tarifa Externa Comum (TEC) para a importação do grão de países fora do Mercosul até o fim de 2024.

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, explicou que a suspensão do leilão planejado pelo governo Lula para a compra do arroz ocorreu após o Mercosul elevar o preço do produto em até 30%.

Essa decisão do governo Lula vai contra a posição dos produtores nacionais. A Federarroz, entidade que representa cerca de 6 mil produtores, assegurou que não haverá falta do produto no mercado e que mais de 80% da produção já foi colhida.

LEIA MAIS

STF anula condenação da Lava Jato contra José Dirceu


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 21 de maio, reconhecer a prescrição de uma das condenações do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Operação Lava Jato.

Na decisão, a maioria dos ministros entendeu que a condenação de Dirceu por corrupção passiva a 8 anos e 10 meses de prisão prescreveu e ele não pode ser mais punido pelo crime.

José Dirceu foi condenado no processo que apurou irregularidades entre contratos da Petrobras e a empresa Apolo Tubulars.

Os ministros do STF julgaram um recurso protocolado pela defesa do ex-ministro para anular uma decisão da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região que rejeitou o reconhecimento da prescrição.

O caso começou a ser julgado em março do ano passado, quando o então ministro do STF Ricardo Lewandowski votou pela prescrição da pena para favorecer Dirceu, enquanto Edson Fachin, relator, se manifestou contra o reconhecimento.

Na sessão desta terça, o julgamento foi retomado. Os ministros Kassio Nunes Marques, Dias Toffoli e Gilmar Mendes votaram pela prescrição e formaram placar de 3 votos a 2 a favor de José Dirceu.

De acordo com a defesa, Dirceu já tinha 70 anos quando foi condenado em 2016. Dessa forma, o prazo da prescrição deveria ser reduzido pela metade, conforme previsto na legislação penal.

Segundo os advogados, a pretensão punitiva começou a contar a partir de 2009, quando o contrato alvo da investigação foi assinado com a Petrobras. Dessa forma, em função da idade, José Dirceu não poderia mais ser punido.
LEIA MAIS

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Procuradoria do Tribunal Penal Internacional pede a prisão do primeiro-ministro de Israel e de líderes do Hamas


A procuradoria do Tribunal Penal Internacional (TPI) pediu a prisão do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, bem como do líder do Hamas Yahya Sinwar. Os juízes do TPI devem agora avaliar os pedidos de prisão relacionados a crimes de guerra.

Além do primeiro-ministro israelense e do líder do Hamas, o ministro da Defesa de Israel Yoav Gallant e duas outras lideranças do Hamas tiveram sua prisão requisitada pela procuradoria. 

De acordo com Karim Khan, promotor-chefe do tribunal, em entrevista para a CNN, os líderes do Hamas são acusados de “extermínio, assassinato, tomada de reféns, estupro e agressão sexual durante a detenção”, enquanto que os líderes israelenses devem responder por “causar extermínio e usar da fome como método de guerra”.

Os pedidos contra os políticos israelenses marcam a primeira vez que o Tribunal tem como alvo o principal líder de um aliado próximo dos EUA. 

No mês passado, em face de relatos de que o promotor-chefe do TPI estava considerando esta linha de ação, Netanyahu afirmou que qualquer mandado de prisão do TPI contra altos funcionários do governo e militares israelenses seria “um ultraje de proporções históricas”.

Em resposta aos comentários do primeiro-ministro, Khan afirmou que “ninguém está acima da lei”. Israel não é membro do TPI. No entanto, o tribunal afirma ter jurisdição sobre áreas afetadas pela guerra, uma vez que os líderes palestinos concordaram formalmente a formar vínculos com o tribunal em 2015.
LEIA MAIS

Brasil ultrapassa 5 milhões de casos de dengue e bate novo recorde; número de mortes de aproxima de 3 mil




O Brasil alcançou, nesta segunda-feira, 20 de maio, a marca de 5.100.766 de casos prováveis de dengue em 2024. A informação consta na mais recente atualização do Painel de Monitoramento das Arboviroses, abastecido com base em dados do Ministério da Saúde.


No total, são 2.827 mortos pela doença, quase o triplo dos números do ano passado, quando foram registradas 1.094 mortes. Esta é a maior quantidade de óbitos confirmados desde o início da série histórica no país, em 2000.
LEIA MAIS

domingo, 19 de maio de 2024

Água a R$ 80,00: MP autua 65 empresas por preço abusivo no RS



O Ministério Público do Rio Grande do Sul prendeu duas pessoas e autuou 65 estabelecimentos comerciais que estariam se aproveitando da tragédia provocada pelas cheias para cobrar preços abusivos.

Uma força tarefa do MP já recebeu 680 denúncias de abusos no estado desde o dia 4 de maio. Foram 315 denúncias e 65 autuações apenas nas cidades de Porto Alegre, Gravataí, Viamão, Cachoeirinha, Canoas e Alvorada -na Região Metropolitana-, informa comunicado do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado.

Mercados e postos de gasolina foram os principais alvos. "Em um dos postos, dois funcionários foram presos", diz o MP. A força tarefa também fiscalizou farmácias, empresas de caminhão pipa e revendas de gás e água.

"Em algumas, o galão de 20 litros estava sendo vendido a R$ 80.", disse o Ministério Público do RS, em nota.

As denúncias são feitas pelo email precoabusivo@mprs.mp.br. 

"O consumidor precisa ter um canal rápido para denunciar quando se depara com um produto comercializado acima do preço, ainda mais nesse momento de crise", diz o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho.

Além do abuso de alguns comerciantes, os gaúchos enfrentam uma onda de frio. Metade dos 621 abrigos no estado precisam de cobertores, segundo o Observatório do Desenvolvimento Social. Eles abrigam 49.716 pessoas em 76 cidades.

Até o momento, 155 pessoas morreram. São 461 municípios e 2,3 milhões de pessoas afetadas diretamente, segundo o governo estadual.

Pela manhã, o governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), anunciou assistência a animais resgatados. Mais de 12 mil foram retirados de áreas alagadas ou ilhadas.
LEIA MAIS

sexta-feira, 17 de maio de 2024

Atriz de “Pantera Negra” produz novo filme cristão


A produtora Angel Studios vai distribuir um novo filme cristão produzido pela estrela de “Pantera Negra”, a atriz Letitia Wright. O filme chamado “Possum Trot” é baseado na história de um bispo chamado Martin e sua esposa Donna Martin, de uma igreja em Possum Trot, leste do Texas. 

O longa conta como 22 famílias adotaram 77 das crianças mais difíceis de colocar no sistema de adoção local, desencadeando um movimento pelas crianças vulneráveis ​​que continua até hoje.

Letitia, que interpreta Shuri em Pantera Negra, disse que o filme retrata “como a comunidade, não apenas a igreja, pode reunir as pessoas para intervir em defesa das crianças, porque elas são o futuro”. 

A produção está prevista para ser lançada no dia 4 de julho nos Estados Unidos, mas ainda não tem previsão de vir para os cinemas no Brasil.
LEIA MAIS

Streaming: Conheça as séries baseadas nos livros de Harlan Coben


Pessoas desaparecidas, segredos incontáveis e um estranho assassinato: as histórias de suspense do autor Harlan Coben têm grande popularidade em forma de série na Netflix há anos. O universo de suspense já abrange um total de 8 séries e outras já estão sendo planejadas. Logo no início da nova temporada de séries 2024, a Netflix conseguiu outro sucesso: A Grande Ilusão.

A Grande Ilusão (2024)


Quando Maya Stern descobre seu marido Joe (Richard Armitage pela terceira vez), que na verdade foi assassinado, em uma câmera de vigilância, seu mundo desmorona mais uma vez. Sua irmã Claire já havia sido assassinada. Como os dois casos estão ligados? Quem sabe a verdade e quem está mentindo?


Confie Em Mim (2022)


A adaptação polonesa do romance Confie em Mim revela segredos obscuros em um elegante subúrbio de Varsóvia após o desaparecimento de um jovem chamado Adam. É a primeira sequência do universo Coben na Netflix e, apesar de ser uma história independente, também traz de volta alguns personagens da série Silêncio na Floresta.

Fique Comigo (2021)


A adaptação britânica do romance Confie Em Mim é centrada em Megan, mãe de três filhos. Quando seu passado reprimido de stripper vem a tona, sua vida idílica em uma cidade pequena sai completamente dos trilhos. Esse foi o segundo papel do ator Richard Armitage em uma adaptação cinematográfica de Coben depois de Não Fale com Estranhos. E não foi o último.

O Inocente (2021)


A mais popular de todas as séries de Harlan Coben na Netflix até o momento é a série espanhola O Inocente, sobre o azarado ex-presidiário Mateo. Uma vez ele mata acidentalmente um homem, depois sua esposa grávida desaparece de repente e, por fim, ele se vê na mira de uma investigação de assassinato. O diretor Oriol Paulo (O Hóspede Invisível) encena esse suspense como um jogo de quebra-cabeça envolvente, repleto de reviravoltas que exigem e recompensam um olhar atento.

Desaparecido Para Sempre (2021)


A primeira e até agora única adaptação francesa do romance Desaparecido Para Sempre. A trama acompanha o assistente social Guillaume Lucchesi, que se depara com segredos terríveis após o desaparecimento repentino de sua namorada. Será que a mulher que ele ama pode realmente ser uma assassina cruel?

Não Fale com Estranhos (2020)


Após o sucesso de Safe, teve início a longa e frutífera parceria entre a Netflix e Harlan Coben. O primeiro projeto conjunto do acordo foi a série Não Fale com Estranhos, lançada em janeiro de 2020, sobre um estranho misterioso que perturba a vida do pai de família Adam Price (Richard Armitage!) e de outras pessoas ao revelar segredos.

Silêncio na Floresta (2020)


Na adaptação polonesa do romance Silêncio na Floresta, o promotor público Pawel Kopinski tenta solucionar o desaparecimento de sua irmã, que está desaparecida há 25 anos. Naquela época, um grupo de jovens desapareceu nos bosques próximos de um acampamento de verão. Pouco tempo depois, dois deles foram encontrados mortos. Será que a irmã de Pawel está envolvida?

Safe (2018)


A origem do universo Harlan Coben na Netflix está na adaptação em série do romance Safe, que foi lançada em 2018. Nela, Tom, um médico interpretado pelo astro de Dexter, Michael C. Hall, é confrontado com o desaparecimento de sua filha após a morte de sua esposa. A busca por respostas revela segredos obscuros em uma luxuosa propriedade inglesa.


LEIA MAIS

quarta-feira, 15 de maio de 2024

Ivete Sangalo e Ludmila cancelam suas turnês


Ivete Sangalo anunciou o cancelamento da turnê "A Festa". Na manhã desta quarta-feira, 15 de maio, a equipe da cantora informou que "a produtora responsável pela realização dos shows não conseguiria garantir as condições necessárias para que as apresentações que as apresentações da artista acontecessem da forma como foram concebidas com a excelência e segurança prometidas e acordadas".

A turnê comemorativa "A festa" celebra os 30 anos de carreira da cantora e seria realizada em estádios de 30 cidades do país. A primeira apresentação aconteceria em 1 de junho, em Manaus, seguindo a agenda até abril de 2025, quando a cantora chegaria ao Rio de Janeiro.

Além de Ivete, a cantora Ludmilla, que daria incío a sua turnê comemorativa de 10 anos de carreira, também anunciou o cancelamento dos espetáculos.

O cancelamento das turnês de Ivete Sangalo e Ludmilla gerou uma curiosidade no público para saber quem estava por trás dos shows, já que as turnês foram anunciadas pelas artistas como projetos grandiosos em celebração aos 30 e 10 anos de carreira respectivamente. No comunicado, as artistas responsabilizaram a empresa pela não entrega do espetáculo e informaram que não houve compromisso com a demanda. 

Mas afinal, quem é a produtora desses shows?

Com apenas 3 anos de existência, a empresa 30e assumiu a responsabilidade de produzir grandes turnês pelo Brasil e surgiu no mercado de entretenimento com um grande investimento: um aporte de R$ 400 milhões do fundo Flowinvest e uma parceria com a BonusTrack Entretenimento, que já produziu as turnês brasileiras de nomes como Paul McCartney, U2, Rolling Stones, Red Hot Chilli Peppers, Elton John, Beyoncé, Rihanna e Steve Wonder.

A produtora, que tem no quadro de funcionários Pepeu Correa como CEO e Gustavo Luveira, conhecido como Guss, como chief marketing officer (CMO), surgiu com a proposta de oferecer experiências inéditas ao público, sob a assinatura "delivering happiness".

Em entrevista ao site Propmark, especializado em marketing e negócios, Luveira celebrou o início da empresa. “Queremos ir além da simples entrega de um show, estar próximos das pessoas, das marcas e proporcionar momentos de felicidade", afirmou.

Desde sua criação, a empresa possui no catálogo grandes espetáculos, tanto nacionais quanto internacionais. Entre as turnês já produzidas pela 30e estão a de Paula Toller, o festival emo "I Wanna Be Tour", a turnê da banda Forfun, o show de Ney Matogrosso, e mais.



Além disso, constam na lista os shows da banda Natiruts, em sua turnê de despedida, a Superturnê de Jão, o show internacional da banda Simply Red, a apresentação da banda Twenty One Pilots, além dos shows cancelados de Ludmilla e Ivete Sangalo.

Esta não é a primeira polêmica envolvendo a 30e. A primeira aconteceu em março deste ano, durante o festival "I Wanna Be Tour", no Rio de Janeiro. Um jovem de 25 anos faleceu após sofrer uma descarga elétrica ao encostar em um food truck energizado, próximo à pista premium do evento.

A empresa foi cobrada por um posicionamento e, por meio de nota, lamentou a morte do rapaz. "A 30e, produtora do evento, lamenta profundamente e está apurando o ocorrido junto às autoridades. Até então, informações obtidas atestam para a conformidade da operação do food truck. A produtora já estabeleceu um primeiro contato com a família do jovem para prestar solidariedade e dar toda assistência necessária."

Meses depois, a produtora se viu envolvida em outra polêmica, desta vez com o show de Jão na Casa de Apostas Arena Fonte Nova. A apresentação da Superturnê foi cancelada devido à final do Campeonato Baiano, disputado pelo Bahia e Vitória no início de abril. Por meio de nota, a Fonte Nova informou que outro espaço foi oferecido aos produtores do evento, que não aceitaram o local e optaram pelo adiamento do show.
LEIA MAIS
Related Posts with Thumbnails